Estudo-piloto3

Projecto DeMind: início do piloto com idosos

IMG-20170417-WA0057

O projecto DeMind já começou e nós estamos muito contentes! O piloto está a decorrer em Lisboa, na Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML), um parceiro do COLABORAR.

Este projecto-piloto tem como objectivo promover actividades de base tecnológica para os seniores que frequentam 6 centros de dia da SCML e designa-se por “Tec-Conhecimento”. O CogniPlay, a aplicação de jogos cognitivos do Fraunhofer AICOS para tablets, está disponível para os participantes neste projecto. O ISCTE – Instituto Universitário de Lisboa é também parceiro neste projecto. O consórcio constituído pelas 3 instituições visa estudar a integração de actividades suportadas por novas tecnologias, em particular tablets, nas rotinas diárias dos idosos nos centros de dia e a aceitação dos seniores. Ao mesmo tempo, aspectos de usabilidade das interfaces estão também a ser estudados.

IMG-20170417-WA0027

O projecto iniciou-se com uma apresentação do CogniPlay aos técnicos dos centros de dia. Este projecto decorre até Julho e nós estamos ansiosos pelos resultados.

Nota: Obrigado à SCML pelas imagens.

2000 actividades de investigação

Colaborar_2000_PT

Estamos muito felizes por anunciar que o COLABORAR completou recentemente 2000 actividades de investigação!

Isto representa um grande marco e estamos muito gratos a cada pessoa que contribuiu com o seu tempo e vontade em participar no nosso projecto. O número de actividades é proporcional ao aumento de conhecimento e experiência na área da Interacção Pessoa-Computador. Por conseguinte, cada vez fazemos melhor investigação com e para seniores e os nossos projectos são cada vez mais enriquecidos com estes conhecimentos.

O nosso muito obrigado! Vamos fazer mais e mais actividades, com a vossa preciosa colaboração, claro!

SAL – fim do piloto

IMG_20150331_155727

E chegou ao fim o piloto do projecto SAL – Service Assisted Living. Durante estes dois últimos meses os participantes testaram a aplicação móvel de monitorização de sinais de pele, ao realizar avaliações semanais dos seus sinais. A aplicação manteve um registo histórico das várias imagens captadas através da câmara do smartphone. No final, os participantes reuniram-se com os investigadores e apontaram as principais dificuldades que tiveram durante o período experimental. A opinião dos utilizadores é, como sabem, muito valorizada no Fraunhofer AICOS.

IMG_20150331_161217