Sem categoria2

5 anos de COLABORAR

O COLABORAR festeja o 5.º aniversário.

Vamos partilhar a nossa alegria com actividades na Fraunhofer esta semana.

Experimentem o quiz do COLABORAR!

 

 

Fraunhofer Portugal apoiou a Hack for Good, uma maratona de programação

entrada do hackathon

A Fraunhofer Portugal é uma das instituições que apoiou a maratona de tecnologia, denominada Hack for Good e organizada pela Fundação Calouste Gulbenkian. Esta maratona de tecnologia teve como objectivo incentivar o desenvolvimento de soluções tecnológicas inovadoras e nesta 1.ª edição, o tema foi “Envelhecimento e vida activa”. A iniciativa teve como finalidade a criação de soluções que respondam aos desafios relacionados com o envelhecimento.

Dentro deste tema, a Fraunhofer Portugal contribuiu para a definição das áreas de trabalho dos grupos: Comunicação e Relações Sociais, Estimulação Cognitiva, Transferência de Conhecimentos e Economia da Partilha, Saúde e Bem-estar, Cuidadores Formais e Informais, Nutrição, Mobilidade e Finanças Pessoais. Além disso, a Frauhofer Portugal produziu materiais de apoio ao desenho de soluções inclusivas que considerem os utilizadores seniores.

A Ana Correia de Barros, da Fraunhofer Portugal, participou como mentora e como membro da equipa de pré-júri nos dois dias do evento, 23 e 24 de Abril, em Lisboa. Como mentora, ajudou os participantes a compreender melhor os desafios daquelas oito áreas, uma vez que na Fraunhofer Portugal trabalhamos em projectos relacionados com estes temas e temos já uma vasta experiência em desenvolver produtos e serviços tecnológicos para os seniores. Como pré-júri, ajudou à selecção das 10 ideias finalistas que foram apresentadas ao júri final.

Os 157 participantes (de um total de cerca de 400 inscrições) dividiram-se em 36 pequenas equipas. Os participantes tinham formação em áreas tão diversas como a Engenharia, as Ciências Sociais e de Saúde, o Design e a Gestão. Esta interdisciplinaridade é uma mais-valia e esta foi uma excelente oportunidade para reunir especialistas em tecnologia e em envelhecimento e colocá-los a trabalhar juntos. Para além disso, os seniores também estiveram presentes e participaram através do importante feedback acerca das ideias geradas, contribuindo, desta forma, para a discussão.

Também houve actividades de entretenimento, workshops e momentos de networking para os participantes. No final do evento, as 10 ideias finalistas foram apresentadas ao júri e os três melhores foram premiados. Os vencedores desenvolveram ideias para: apoio aos cuidadores informais (1.º lugar), incentivo à auto-monitorização de saúde e actividade social através de jogos (2.º lugar) e apoio à auto-gestão da medicação (3.º lugar).

Na sessão de encerramento do evento foram comunicadas duas óptimas notícias: a primeira é que todas as 36 equipas vão poder apresentar os seus projectos e receber mentoria, a segunda é que o Hack for Good vem para ficar! Depois de uma primeira edição tão bem-sucedida, a Fundação Calouste Gulbenkian decidiu que quer repetir a iniciativa.

Que excelente fim-de-semana! O COLABORAR está feliz por a Fraunhofer Portugal ser um parceiro desta maratona tecnológica que pôs a tecnologia ao serviço dos seniores.

grupos a trabalhar vista do espaço do hackathon